Com o avanço da pandemia da Covid-19, muitas empresas aderiram ao home office. Para avaliar os pontos positivos e negativos do modelo de trabalho, a equipe de Recursos Humanos da Nobile Hotels & Resorts realizou uma pesquisa com os executivos e colaboradores dos escritórios de Brasília (DF), São Paulo e Montevidéu, no Uruguai. A partir dos dados obtidos, a rede hoteleira decidiu estender a modalidade até o mês de dezembro.

A pesquisa foi realizada em julho através da plataforma do Google Docs, onde reuniu as respostas dos 35 colaboradores sobre as experiências nesse período de isolamento social. O foco principal da ação foi entender como os funcionários estão se sentindo.

O estudo mostrou que 54% dos colaboradores tiveram alto nível de satisfação com a sua performance no trabalho remoto. Já para 46% dos funcionários houve um acréscimo na motivação do desenvolvimento das suas atividades profissionais, além de 40% da equipe ter conseguido melhorar sua produtividade. Outro dado importante foi que 49% dos executivos confirmaram uma melhora na agilidade dos processos de seu setor e 74% acreditam que o modelo de trabalho atual será modificado.

A pesquisa também aponta uma melhora na interação da equipe, cumprimento de prazos e horários, redução do estresse, diminuição no tempo de dispersão no trabalho, maior flexibilidade para conduzir projetos, autonomia, qualidade do sono e alimentação e mais tempo para curtir à família. Entre as respostas também foram destacadas a redução de gastos de deslocamento e progresso no desenvolvimento da gestão do tempo.

Os pontos negativos citados pelos executivos são temas relacionados a preocupação com a saúde da família e manutenção do trabalho. “Mesmo assim percebemos um grande engajamento por parte dos colaboradores em ter ações assertivas. Ficamos surpresos com o índice de satisfação, o desempenho individual e o sentimento de amparo pela empresa demonstrados nas respostas”, comenta a diretora de Recursos Humanos, Socorro Santos.

Apesar do aumento das preocupações e incertezas sobre a pandemia, o fundador e presidente da Nobile, Roberto Bertino, afirma que os colaboradores estão mais disciplinados e produtivos. “Nossa equipe foi rápida neste processo de adaptação às novas condições impostas pela pandemia e ao home office. Estou orgulhoso em ver o alto grau de comprometimento do nosso time, reforçando minha certeza de que seguiremos juntos, sobrevivendo, crescendo e perpetuando”.